• Homem mata amigo de infância com oito disparos de arma de fogo

    Suspeito e vítima eram conhecidos no meio policial e até o momento o autor não foi localizado

    Um homem de 35 anos foi executado na tarde desta segunda-feira (27/03), em Congonhas, com oito perfurações no corpo proveniente de disparos de arma de fogo. O fato aconteceu em frente uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24 horas), na rua Manganês, no bairro Praia, e de acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), o suspeito da execução seria “amigo” de infância da vítima, ambos eram conhecido no meio policial por diversos delitos.

    O local foi isolado imediatamente devido aos diversos cartuchos de arma de fogo calibre 9 mm caídas próximo ao corpo, sendo a cena do crime preservada para os trabalhos periciais. A equipe do SAMU e profissionais de saúde da UPA estiveram no local realizando diversas tentativas de reanimar a vítima, que não respondeu aos processos técnicos de saúde, vindo a óbito. Foi montada uma operação com o apoio das viaturas do 31º Batalhão da Polícia Militar e da Polícia Civil de Congonhas, dando início a várias diligências a fim de identificar o suspeito.

    Uma testemunha relatou que o autor e a vítima eram amigos de infância. O suspeito teria chegado ao local usando uma camisa amarela e em uma motocicleta CG branca. Ele empunhava uma pistola e efetuou vários os contra o homem que estava próximo ao carro de calda de cana. No momento em que ele caiu na calçada, o outro fugiu pela rua Mangaês.

    Durante a operação, os agentes da Polícia Civil informaram que o sistema de monitoramento de câmeras dos comércios locais havia capturado imagens do momento em que ele estaciona sua motocicleta antes do crime próximo a uma loja de conveniência situada na rua Joaquim Frederico Ronck. No vídeo é possível ver a vítima passando em uma bicicleta, o suspeito entra na loja e depois sai, indo em direção ao local em que a vítima estava e realizando os disparos.

    A irmã do homem informou sobre um desentendimento entre eles que não foi reportado para a Polícia. O perito Gustavo Procópio Gomes Soares constatou no corpo duas perfurações de projétil nas costas, uma no ombro esquerdo, no peito do lado esquerdo, no braço direito e três vezes no braço esquerdo. Após o encerramento dos trabalhos técnicos, o perito liberou o local e o corpo foi removido. As diligências de busca pelo suspeito continuam em andamento.

  • Botão Voltar ao topo
    Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.