Banner Grande Aprendiz 28/06/2019
Banner Grande Aprendiz 28/06/2019

Santa Casa sofre com falta de verbas

Tamanho foto site

A Santa Casa de Misericórdia de Barbacena emitiu ontem (27/09) um comunicado que a informa a população sobre os atrasos de repasses de recursos estaduais, no valor superior a R$3.5 milhões. A instituição afirma precisar de ajuda, pois com o atual cenário de dificuldade financeira, não está sendo possível subsidiar os serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O déficit está prejudicando a assistência integral de todos os serviços em saúde pactuados que atendem, mensalmente, mais de 8.600 usuários.

A Santa Casa é referência para 51 Municípios e atende uma demanda populacional de mais 800 mil habitantes. Possui 132 leitos credenciados aos serviços exclusivos do SUS. É porta de entrada para obstetrícia e ginecologia de risco habitual e alto risco, realizando acima de 2.640 partos por ano, além de contar com Pronto Atendimento (PA) de pediatria, atingindo uma média de atendimento superior a 4.500 crianças por mês.

O hospital ainda realiza tratamentos neurocirúrgicos de alta complexidade e atendimento de retaguarda para trauma cirúrgico em ortopedia e cirurgia geral, totalizando média de 460 cirurgias por mês, entre todas as especialidades. As Unidades de Terapia Intensiva (UTI) possuem 20 leitos, destes, 10 para atendimento adulto, oito para neonatologia e dois para pediatria, com taxa de ocupação em tratamento intensivo ultrapassando 100%.

Por fim, a instituição presta atendimento a usuários em clínica médica, nefrologia e distúrbios relacionados ao uso de álcool e outras drogas. Sem o apoio do governo Estadual, a Santa Casa de Misericórdia corre o risco de ter suas atividades comprometidas, afetando diretamente os moradores da cidade e região.

Cebams

Conforme publicado ontem pela Folha de Barbacena (FB), o Hospital Ibiapaba – Centro Barbacenense de Assistência Médica e Social (Cebams) pode deixar de atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e, até mesmo, fechar suas portas. Este caos tem como principal fator a dívida do SUS com o hospital, que já ultrapassa R$ 5 milhões. Da receita total do Ibiapaba, 80% dela representa atendimentos do SUS à pacientes de 51 municípios da macrorregião, que corresponde a uma população de 800 mil pessoas.

Em nota oficial, a direção do Ibiapaba afirma que a questão não é de gestão, pois neste mês a entidade recebeu auditoria da ISO 9001-2015 e o hospital foi recertificado. “O problema é que não se faz milagres, prestar serviços e não receber há mais de ano tem o seu limite”, afirmou.

 

Por: Lucas Di Capri.

Banner Grande Podologia 1
Banner 2 Podologia – Grande

Os comentários estão desativados.