Banner Aprendiz 18/032019

Relatório de infestação por Aedes Aegypti é divulgado

91695-3

Foi divulgado nesta semana o Levanto Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti, em Barbacena. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a cidade se encontra com índice 2,3 – o que significa médio risco de infestação. O índice caiu em comparação com o mesmo período do ano passado, mas a situação requer atenção.

Os dados do LIRAa apontam que os principais focos de infestação são os bairros Jardim, Santa Tereza, Bom Pastor, Carmo, Vila dos Sargentos, São Geraldo e bairro do Campo. Dos principais fatores de risco, o relatório apontou o acúmulo de água em obras, latas e garrafas. Outra dificuldade é com a recusa dos moradores em receber a visita dos agentes, como é o caso do bairro Santa Tereza, conforme a Prefeitura.

Os bairros São Francisco, Santa Maria, Grogotó, Funcionários, Santa Luzia, Nossa Senhora Aparecida e João Paulo II também devem se manter em alerta. “Nesses, os maiores focos foram em sucatas, latas, garrafas, caixas d’água e tambores”, conforme a Prefeitura.

A Vigilância em Saúde mantém a orientação de se “limpar calhas, manter as piscinas limpas, caixas d’água tampadas, cascos de garrafas sempre viradas de boca para baixo, colocar areia nos pratos das plantas, observar o quintal  e tudo aquilo que pode acumular água”. E também recomenda “atenção às obras particulares, sobretudo com baldes, latas e demais materiais que acumulam água de chuva”.

Dados em Minas Gerais

Na tarde de ontem (21/01), a Secretaria de Estado de Saúde (Ses-MG) divulgou um novo boletim epidemiológico para o Aedes Aegypti. Ao todo foram registrados 4.112 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de Dengue, sendo que duas mortes estão sendo investigadas por suspeita da doença.

Quanto à febre chicungunya, o relatório da Ses registrou 63 casos prováveis da doença, sendo que dois óbitos estão sendo investigados. Já o zika vírus teve 32 ocorrências, até o momento.

Para a Secretaria de Estado de Saúde já era esperado um crescimento do número de casos neste mês, devido às condições climáticas. Para tanto o órgão mantém um alerta para que todo Estado se comprometa em ações de prevenção e combate ao mosquito vetor.

 

Por: Mike Tavares.

Orientação: Marcelo Miranda.

Banner Grande Podologia 1
Banner 2 Podologia – Grande

Os comentários estão desativados.