Procura-se: Segurança Pública divulga os 21 criminosos mais procurados de Minas Gerais

23/04/2021 11:27:00 - Atualizado em 23/04/2021 11:28:02

 

Foram apresentados na manhã da última quinta-feira (22/04), 21 nomes de alvos considerados prioritários para o sistema de Segurança Pública de Minas Gerais incluídos na nova lista do programa “Procura-se”. A iniciativa busca a captura de foragidos da Justiça com mandados de prisão em aberto que continuam a praticar crimes graves.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) é um dos integrantes do programa, que é coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), e tem a parceria também das polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal.

A coordenadora do Gabinete de Segurança e Inteligência do MPMG (GSI), promotora de Justiça Vanessa Fusco, representou o procurador-geral de Justiça, Jarbas Soares Júnior, na solenidade. Vanessa ressaltou o empenho do MPMG para a melhor identificação dos alvos prioritários, e que, a partir do lançamento do programa, os membros e servidores da instituição estão imbuídos na missão de fazer com que os alvos capturados sejam acompanhados no sistema de Justiça para que haja efetividade também em relação às medidas punitivas.

Os promotores de Justiça Marcos Paulo de Souza Miranda, coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Criminais (Caocrim), e Paula Ayres Lima, coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), fizeram parte da comissão que selecionou os alvos. Foram apontados pelo MPMG dez dos criminosos divulgados, sobretudo, aqueles ligados aos crimes de tráfico de drogas e homicídios.

Marcos Paulo destacou a confiança depositada no trabalho do MPMG e apontou que se inicia agora a parte mais importante do programa, a operacional. Uma das vertentes de atuação, segundo ele, será a inserção dos mandados no banco nacional dos mandados de prisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Segundo Paula Ayres, um dos fatores dos êxitos recentes do combate ao crime organizado em Minas Gerais é a atuação colaborativa entre os órgãos e instituições que compõem as forças de segurança estaduais

Também participaram do evento de lançamento, respeitando os protocolos de distanciamento social, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Rogério Greco; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Rodrigo Sousa Rodrigues; o chefe da Polícia Civil, delegado-geral Joaquim Francisco Neto e Silva; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, coronel Edgard Estevo; o superintendente regional de Polícia Federal no Estado em exercício, delegado Marcelo Sálvio Rezende Vieira; e o superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Marco Antônio Territo de Barros.

Nas três edições anteriores do “Procura-se”(2011, 2012 e 2017), 29 dos 41 criminosos procurados foram presos com a ajuda da população por meio de denúncias ao 181. A divulgação dos procurados já foi iniciada em todos os 853 municípios do estado. Cartazes serão espalhados com as fotos dos criminosos em locais de grande circulação de pessoas ou em lugares reconhecidos como estratégicos pelas polícias. O material possui QR Code para acesso à lista de todos os procurados e outros detalhes.

O hotsite disponibilizado para a campanha pode ser acessado clicando aqui. Nele estão as fotos de todos os 21 procurados, com detalhamentos sobre atuação do criminoso, região onde pratica a maioria dos crimes, idade, apelido, mandados de prisão em aberto e outras informações.

Foto: Ministério Público do Estado de Minas Gerais

Por Camila Condé para a Folha de Barbacena, com informações do Ministério Público do Estado de Minas Gerais 


Coisas de mãe
Festival de musica