Minas Gerais lança ferramenta de monitoramento de contatos de casos de Covid-19

18/10/2020 08:00:00

 

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) vai lançar a partir do dia 30/10 o chamado Painel de Monitoramento de Contatos de Casos Suspeitos e Confirmados de Covid-19, ferramenta capaz de rastrear e monitorar pessoas que tiveram contato com pacientes infectados ou com suspeita de ter contraído o vírus.

Com o objetivo de interromper a cadeia de transmissão da doença, reduzindo o contágio e o número de casos no estado, o instrumento agora será o responsável elo rastreamento de contato que anteriormente era realizado via telemedicina.

"O monitoramento de contatos é uma estratégia reconhecidamente eficaz para impedir a propagação de doença em uma pandemia, identifica em tempo oportuno os casos e seus contatos, fortalecendo a resposta ao enfrentamento da Covid-19 e, aliado à telemedicina, os resultados ficaram ainda mais potencializados", afirma o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

A  ação será executada pela Atenção Primária à Saúde (APS) em parceria com as equipes de Vigilância em Saúde (VS) nos municípios, sendo os profissionais os responsáveis pelo preenchimento semanal de uma planilha. Enquanto isso, no âmbito estadual, a coordenação da ação será responsabilidade da Superintendência de Atenção Primária à Saúde, Diretoria de Vigilância e Agravos Transmissíveis à Saúde e Sala de Situação, tanto no nível central e também pelas respectivas equipes no nível regional.

Os dados disponibilizados pelos municípios serão compilados pelas equipes estaduais, e os indicadores originados serão monitorados, a fim de subsidiar as tomadas de decisões e aprimoramento do planejamento da Rede de Atenção à Saúde (RAS). Os indicadores são: proporção de casos que tiveram sues contatos rastreados e a proporção de contatos que tiveram o monitoramento concluído.

A ampliação da notificação e investigação dos casos do novo coronavírus são resultados esperados a partir do monitoramento de contatos, assim como a diminuição da taxa de transmissão do vírus.

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde


Livro Rossi
Agencia Qu4tro