Adesão ao Minas Consciente foi tema de Comitê COVID-19 Macro Centro-Sul

16/05/2020 09:56:54 - Atualizado em 16/05/2020 10:05:24

 

Foi realizada, na última quinta-feira (14/05), mais uma videoconferência do Comitê Macrorregional Centro-Sul COVID-19. Promovida pela Regional de Saúde de Barbacena com a participação dos representantes da GRS São João del-Rei, Polícia Militar (PM), Bombeiros, Ministério Público (MP), Central de Regulação, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Conselhos de Secretarias de Saúde Municipais de Minas (COSEMS), a reunião teve como objetivo atualizar as informações da região e fazer os alinhamentos periódicos.

Na ocasião, o Coordenador de Vigilância em Saúde da SRS Barbacena, Márcio Heitor Stelmo, apresentou o cenário de saúde da macrorregião, e os informes epidemiológicos e assistenciais. A Superintendente Regional de Saúde de Barbacena, Hérica Vieira Santos, e a Gerente Regional de São João del-Rei, Edwalda Carvalho, informaram sobre as atualizações da organização da saúde na região.

Os promotores do MP que atuam na região pontuaram a necessidade de o comitê alinhar os preparativos e a sugestão de que os municípios da macro possam aderir à "Onda Verde" do programa Minas Consciente, que é a primeira onda e engloba os serviços essenciais, uma vez que os comerciantes demandam a retomada e tem aumentado a pressão sobre os prefeitos.

A Superintendente Hérica destacou a necessidade de fazer essa proposição aos municípios, esclarecendo que serão mantidas as orientações de isolamento social e de que os municípios cumpram suas metas para alcançar a meta de 100% de leitos clínicos e de UTI COVID-19, conforme os planos de contingência microrregionais.

“Nós, enquanto comitê, temos uma concordância que hoje nossa alternativa, quando se pensa em retomada das atividades econômicas, seria realmente o Minas Consciente, e para isso precisamos afinar as questões de monitoramento e pensar quando iremos dar o primeiro passo”, afirmou.

Hérica também esclareceu que, a partir da adesão ao programa, o Comitê Extraordinário COVID-19 de Minas Gerais (COES) é quem avalia se a macrorregião pode ser orientada a avançar para a próxima onda, conforme as metas de retaguarda alcançadas no sistema de saúde da região.

Ainda em relação ao Minas Consciente, a Gerente Regional de São João del-Rei, Edwalda Carvalho, destacou a importância de que se tenha uma adesão coletiva dos prefeitos, ainda que a decisão deles seja individual, de modo que não se corra o risco de que os que não façam adesão venham a sobrecarregar os hospitais das cidades polos das microrregiões.

“Passa a ser um comprometimento de todos, a gente avança se todos cumprirmos o nosso trabalho. O programa é importante, pois tem todo um acompanhamento que nos dá uma segurança maior para seguir. Mas precisaremos que os prefeitos se alinhem”, afirmou. E, sobre demais benefícios do programa, a Gerente ainda enfatizou: “Acredito que aderindo ao Minas Consciente a gente consiga conscientizar melhor a população, a sociedade também precisa se comprometer de alguma forma”, destacou.

Após os alinhamentos, o comitê decidiu apurar a concretização da abertura de novos leitos em alguns municípios polos que estão próximos a serem disponibilizados. E, além disso, encaminhar documentos que irão auxiliar na formatação de uma proposta do comitê aos prefeitos, que os auxiliem na adesão à primeira onda do programa, e a forma de organização da macrorregião para essa adesão.

 

Fonte / Foto: Secretaria de Estado de Saúde / Priscila Rezende.


Vero Internet
Agencia Qu4tro