• Família é detida por tráfico de drogas e agressão a policiais em Santos Dumont

    O suspeito resistiu à prisão e duas mulheres, mãe e filha de 41 e 16 anos, agrediram os militares sob a alegação de que ele estaria sendo agredido

    Foto: Polícia Militar

    Na manhã de terça-feira (11/04), durante a realização de operação batida policial no bairro Glória, em Santos Dumont, a Polícia Militar (PM) recebeu denúncias de que um homem estaria realizando tráfico de drogas no local e os entorpecentes estariam escondidos dentro de um fusca de cor azul.

    No local, um homem de 34 anos foi abordado e submetido a busca pessoal, não sendo encontrado nada ilícito em sua posse. Ao ser verificado o veículo, foi observado que havia certa quantia em dinheiro e uma embalagem contendo crack.

    O suspeito tentou fugir, mas foi contido pelos militares. Ele passou a resistir ativamente, fazendo uso de força física contra a equipe, motivo pelo qual também foi necessário o uso de força para conter a agressão sofrida. A ação gerou revolta de populares, sendo que em determinado momento duas mulheres investiram contra os policiais, tentando tirar o suspeito da situação, sob a alegação de que ele estaria sendo agredido.

    Elas foram advertidas verbalmente, tendo as mesmas puxado o braço e o pescoço dos militares. Quando a PM conseguiu conter o homem, elas se afastaram e permaneceram ofendendo a equipe. Neste momento foi possível fazer o acionamento do reforço policial, uma vez que diversas pessoas se aglomeraram no local, todas elas contrárias à ação.

    Após a chegada do reforço, a PM conseguiu fazer buscas no interior do veículo, sendo encontrado uma embalagem contendo 22 pedras de crack prontas para a venda, além da quantia de R$25,15 em moedas e notas de valores diversos. O suspeito foi preso em flagrante e seu celular apreendido. Ele estava cumprindo pena em regime de prisão domiciliar.

    As mulheres que tentaram atrapalhar a ação, mãe e filha de 41 e 16 anos, foram detidas por conta da resistência e ofensas praticadas, sendo também encaminhadas ao HPS local para a realização de atendimento médico.

    Por Isabella Paolucci, com informações da Polícia Militar

  • Botão Voltar ao topo
    Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.