Primeiro corredor de rua de Barbacena tem mais de 800 medalhas em meio século de atividades

30/01/2021 08:00:00

Por volta de 1900, a Federação Internacional do Atletismo (IAAF) foi criada, trazendo maior visibilidade para o atletismo moderno. O esporte traz o nome da cidade de Barbacena cravado graças ao barbacenense Luiz Carlos Scari, primeiro corredor de rua do município, que está completando meio século de atividades na região.

O suboficial da Reserva da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) é morador do bairro do Carmo e, aos 61 anos, traz dados impressionantes que comprovam sua cumplicidade com a velocidade e natureza impressionante. Ele já participou de, no mínimo, 12 vezes da São Silvestre e cinco da meia maratona do Rio de Janeiro. Além disso, o atleta conta com mais de 800 medalhas e troféus e por 30 anos foi o melhor corredor da EPCAR, por diversas vezes indo e voltando correndo a São João Del Rei, Barroso, Antônio Carlos e outras cidades da região.

Luiz Carlos conta que sua carreira no atletismo foi iniciada através das competições colegiais e que isso o impulsionou para a vida como corredor. "Minha corrida mais importante, com certeza, foi a primeira, ainda mais por ter conseguido vencê-la. Foi em 1974, na corrida de Santo Antônio. Ela foi uma corrida mirim, pois era para crianças e adolescentes dos 10 aos 15 anos. Outro marco na minha vida foi a minha corrida mais longa, com 68km, de São João Del Rei à Barbacena", contou.

No último final de semana, Scari foi homenageado pelos corredores do município em uma carreata. Sobre sua amizade com os atletas, Luiz Carlos contou ser algo incrível, e em nome de todos os atletas da cidade e região, a professora e também corredora de rua, Sônia Lopes, falou da sua alegria e emoção ao homenageá-lo. "Nossa relação com o Luiz Carlos é de muita amizade e incentivo. Ele sempre dá dicas aos corredores novatos, assim como fez comigo há alguns anos. Neste ano que ele faz 50 anos de atletismo, resolvemos fazer uma pequena homenagem, para não passar em branco. Nossa intenção era fazer uma grande festa, mas devido a pandemia, não foi possível", declarou.

Sobre suas conquistas, Scari as dedica à toda sua família, que segundo ele, é sua bandeira e base de tudo.

Fonte: Correio da Serra


Coisas de mãe
mundial