O primeiro automóvel de Barbacena

14/10/2020 08:53:00 - Atualizado em 14/10/2020 08:58:36

 

Por Guilherme Oliveira.

 

Em Barbacena, o primeiro automóvel a circular pelas ruas foi um Cadillac  ano 1908,  adquirido em 1911 pelo Sr Miguel Quilici,  comerciante local proprietário do " Açougue e padaria do comércio" no centro de Barbacena. Foi conduzindo pelo Sr Jucelino Bento, na época chofer  do Palácio da Liberdade em Belo Horizonte. Foi um sucesso a passagem do elegante carro pelas ruas da cidade.  Até 1911 não havia nenhum registro de automóveis na cidade.

Vemos dois raros registros do primeiro automóvel pelas ruas da cidade.

No dia 13 de maio é comemorando, no Brasil, o Dia do Automóvel,  quando em 1934, o presidente Getúlio Vargas, assinou oficializando o decreto n⁰ 24.224. E por que 13 de maio? 
Não se sabe ao certo, nas há explicações divergentes sobre o assunto.

Uma das versões sobre a origem do Dia do Automóvel seria de que a data é uma homenagem a Bertha Benz, esposa de Karl Benz, um dos criadores do primeiro carro  comercializado do mundo, o Benz Patent-Motorwagen  ou Motorcar. Há relatos de que a alemã seria patrocinadora dos experimentos do marido com motores de dois tempos, o que após alguns anos levou à criação, em 1885, do veículo de três rodas à gasolina. O automóvel chegava a 13 quilômetros por hora, foi o primeiro  automóvel criado com intenção de venda, mais quem  acreditaria que ele seria seguro? Em uma época onde “coisas que se mexem sozinhas” eram consideradas estranhas.
Para provar que o Motorwagen era confiável, Bertha usou o automotor para a primeira viagem de longa distância em 1888, e não foi sozinha, levou seus filhos Eugen e Richard, de 13 e 15 anos. De Mannheim, onde Benz tinha sua oficina de motores, até Pforzheim, cidade natal da corajosa mãe, foram três dias e 194 quilômetros. O Linogrin (nome da época para a gasolina), que abastecia o tanque de 4,5 litros e foi comprado em uma farmácia no meio do caminho, uma vez que ainda não havia posto de combustível. Os freios, feitos de couro, foram substituídos por material novo, que a alemã encomendou numa mercearia local, e o carburador foi a própria Bertha que limpou, com um alfinete de seu chapéu.

A rota percorrida pelo exemplar número 3 do Motorwagen é um patrimônio histórico da humanidade desde 2008, e a história do passeio é descrita pela ONG Berta Benz Memorial Route. Apesar de tantos detalhes sobre a viagem, as datas exatas de partida e chegada se perderam com o tempo, sabendo-se hoje, apenas, que o mês da aventura foi agosto, ou seja, não faria sentido ser este o motivo de celebração do Dia do Automóvel ser em 13 de maio.

Outra versão para a escolha do 13 de maio como o dia do Automóvel, seria a de que a data comemoraria a produção do Belcar, o primeiro carro de passeio brasileiro.
Anteriormente fabricados no país, apenas os utilitários como o DKW Universal, o Jeep Willys e a Kombi.
O modelo da Vemag e máquinas agrícolas S.A. teriam o motor 1.0 de dois tempos com bloco da também verde-amarela Sofunge. A unidade número um do automóvel, teria saído da linha de produção em 1958, ou seja, 24 anos depois do decreto de Getúlio Vargas.

Fotos:  Silvério Ribeiro. / Domínio público.

Registros de Barbacena
Registros de Barbacena

A coluna Registros de Barbacena é assinada por Guilherme Oliveira, um apaixonado pela memória e curiosidades da cidade. Aqui você confere um pouco dos registros da história de Barbacena e região.

Ver Publicações


Livro Rossi
Agencia Qu4tro