Do passado

14/05/2021 16:34:00 - Atualizado em 14/05/2021 16:34:17

 

Por George Loez

 

Não sei ao certo o que significa, conheço apenas o que sou, "um produto dele" 

Eu vim de lá, do que ainda lembro! 

Nenhuma ideia do que há de vir.

De certeza, apenas o espanto.

Se soubesse talvez seria um tédio, sem a curiosa virada dos acontecimentos.

Existem percalços que nos prendem sem vontade, e brechas que nos tiram de qualquer prisão claustrofóbica.

Este é o verdadeiro inesperado.

O incerto!

O arriscado salto sem a ideia concreta da distância e profundidade

E então vamos pular?

O hoje definitivamente é um quarto escuro; onde tateamos as paredes "neste presente" e acreditamos em algum momento achar uma porta; a única saída.

Um futuro talvez!

Parece algo longínquo pela força da palavra, mas está tão perto, um segundo após o outro, já o classifica.

Para onde?

Só uma suposição existe, nada além, ou uma idealização de esperança, em um prisma mais positivo.

Ainda lembro dos fatos ocorridos, positivos ou não, fazem parte do contexto.

Só tenho a certeza do que vivi, uma imensa gama de acontecimentos aleatórios.

De vez enquanto ainda olho para trás, não acreditando em tudo que passei...

Do passado, vem toda minha história, lutas e dificuldades, algumas alegrias, um caminho tortuoso, uma estrada de um difícil prosseguir, se comparado com o agora.

Que em parte escrevi, e a outra linha não sei...

O Destino talvez?

Adoro esta palavra acima, apesar de colocarem nela tamanha carga de responsabilidade.

As experiências são alquímicas.

Andei pensando aqui, e de certo modo ainda  concordo que o aprendizado foi válido, mas mudou tudo, sempre muda.

Tomou outro significado, outros direcionamentos, mudamos com os dias, não vou dizer que foi incrível ou uma verdadeira tragédia, mas não sou mais o mesmo. Anseio por mudanças, mesmo parecendo ser presunçoso, o amanhã é incerto para conclusões precipitadas.

Talvez nem exista!

Neste ínterim dito "Presente", eu o vivencio e só.

Mesmo depois de ontem, de todo o ocorrido, a única coisa que resta é esperar o dito amanhã. Quem sabe virá!

E a única prepotente ideia para dizer momentaneamente.

 

(Do meu livro: O Escultor de Frases)

(Uma Resposta para o mundo)

(Autor: George Loez)

Clube dos Literatos
Clube dos Literatos

Contos, crônicas, poemas, poesias, artigos, prosas… Não importa o gênero literário, o Clube dos Literatos recebe de páginas abertas conteúdos de qualidade e desenvolvidos por barbacenenses natos ou de coração. A ideia é proporcionar o desenvolvimento literário na cidade, dando a oportunidade do público conhecer o trabalho realizado pelos talentos de Barbacena e, também, incentivar a leitura e a criação literária.

Ver Publicações


Coisas de mãe
Festival de musica