Busca

25/05/2021 16:27:00 - Atualizado em 25/05/2021 16:27:55

 

Por Mauricio Paulo

 

Na noite escura que me rodeia,

Nas tristes esquinas que a encontrar.

Nada pude fazer a não ser tê-la alheia,

Já que em mim ela não pode estar.

 

Finalmente ao fim do dia o encontro

Ao que tenho no profundo ser.

No olhar íntimo para dentro,

Há algo que jamais ousaram ver.

 

Nos detalhes, falhas, olhares perdidos,

Há tanto querendo se encontrar.

Essa busca interna continua

Se nunca atrevemos a nos amar.

 

A lágrima que cai no rosto triste

Teve o motivo para se jogar.

De uma em uma o movimento se persiste

Para nunca mais retornar.

 

Ainda assim na noite fria

Pelos lugares que insisto em estar.

Por mais que eu lute para alcançar

Assim não vou, porque eu não soube me amar.

Clube dos Literatos
Clube dos Literatos

Contos, crônicas, poemas, poesias, artigos, prosas… Não importa o gênero literário, o Clube dos Literatos recebe de páginas abertas conteúdos de qualidade e desenvolvidos por barbacenenses natos ou de coração. A ideia é proporcionar o desenvolvimento literário na cidade, dando a oportunidade do público conhecer o trabalho realizado pelos talentos de Barbacena e, também, incentivar a leitura e a criação literária.

Ver Publicações


Coisas de mãe
Festival de musica