Ansiedade na gestação

25/05/2021 09:34:00 - Atualizado em 25/05/2021 09:41:52

 

Quando uma mulher se descobre grávida, em meio a uma enxurrada de sentimentos, sempre há, lá no fundo, o medo da transformação do corpo, mesmo que a barriga seja sonhada e planejada. O corpo dela irá abrigar um bebê, e isso envolve não ser mais completamente dona dele por um longo tempo, exigindo uma boa dose de abnegação.

A ansiedade na gestação é um dos maiores desafios das futuras mamães, até mesmo para as mais calminhas! Não há como negar que desde o momento da descoberta da gravidez, há uma mistura enorme de sentimentos e inseguranças: “será que vou dar conta de cuidar do bebê? “Como será a gravidez?”

A verdade é que até certo ponto, a ansiedade na gestação é normal, afinal, tudo muda na vida da mulher quando ela descobre que está grávida. No entanto, há um limiar muito importante para se identificar o que é normal e o que pode fazer mal.

O que acontece é que muitas mulheres se tornam bastante inquietas durante a gestação, nutrindo preocupações excessivas que não a permitem curtir esse momento único!

Que tal aliviar essas preocupações em uma caminhada no parque ou uma sessão de ioga? E olhar só sua barriga linda no espelho, em vez de focar nas gordurinhas, estrias e celulite? A gravidez é um momento pleno e que passa muito rápido para perder tempo sentindo-se triste com seu corpo. Se você estiver muito para baixo, organize uma sessão de fotos com maquiagem-cabelo-produção, para que se enxergue linda com seu barrigão. A experiência, além de eternizar o momento, pode mudar sua visão sobre si mesma, mostrando o quanto você é especial por carregar uma nova vida.

Outro fator que abala muito a grávida é quando o marido sente menos desejo sexual por ela. A primeira coisa que vem à cabeça é que você está feia e pouco atraente para ele, não é? Pois saiba que, muitas vezes, a questão não é com você. Pode ser que ele também esteja preocupado com as mudanças, que esteja trabalhando a mais para dar conta das despesas extras ou que ache estranho transar, sendo que o filho está na barriga da esposa. Sim, isso acontece com certa frequência. Vamos tentar pensar de forma objetiva, como os homens, sem criar uma tragédia grega? Vale uma boa conversa para tirar as caraminholas da cabeça. Falar que você sente desejo e que o sexo continua importante na sua vida ajuda muito, mas também é essencial respeitar o lado dele. Se a relação está boa e ele continua demonstrando amor, só resta aceitar a situação como uma fase e tentar manter o romantismo. E assim que estiverem com o bebê nos braços e a vida mais organizada, mobilize-se para retomar a vida sexual. Não vale você perder o desejo nessa hora, viu?

Psicóloga Rayene de Fátima Vale dos Santos

CRP 04/54251

Seu corpo, seu prazer!

 32 98419-9735

 intimidadenodiva@gmail.com

  @intimidadenodiva

INTIMIDADE NO DIVÃ
INTIMIDADE NO DIVÃ

Rayene Santos é psicóloga, pós graduada em Gestão Pública e Gestão de Pessoas, e Psicologia Sexual. Especialista em Sexualidade Feminina e idealizadora do perfil no Instagram @intimidadenodiva, tem como principal objetivo compreender os fenômenos do Universo feminino e seus diversos fatores. Procurando estimular a autonomia das mulheres, para que passem a se conhecer melhor, conhecer seu corpo, seus gostos, prazeres, a melhor forma de lidar com suas emoções e aprimorarem o autoconhecimento.

Ver Publicações


Coisas de mãe
Festival de musica