A timidez, vergonha, baixa autoestima, atrapalham sua vida sexual?

22/03/2021 09:58:00 - Atualizado em 22/03/2021 09:58:16

 

Você tem dificuldade para se soltar na hora do sexo? A falta de confiança e experiência e até mesmo alguns preconceitos inibem muitas mulheres quando estão na cama com seus parceir*s. E outros fatores também podem contribuir para que esse momento de puro prazer se torne insatisfatório.

 É importante superar qualquer bloqueio que você possa ter no sexo para poder desfrutar ao máximo de cada encontro e também explorar os limites do seu prazer individual. Caso você se identifique com algum desses bloqueios, ou tenha outros, é muito importante procurar ajuda de um psicólogo.

- Timidez: A timidez em si não é um problema. A situação merece atenção apenas quando essa característica impede a pessoa de ser feliz ou de desfrutar a sexualidade. Em geral, pessoas muito tímidas tendem a ter uma retração do impulso sexual, e podem ter mais dificuldade para expressar as emoções e para interagir. É comum buscarem se satisfizer sozinhas por meio da masturbação ou ainda de hobbies.

- Vergonha: Aquelas mulheres que tem vergonha durante o sexo, geralmente têm pouca iniciativa, enquanto seu parceiro é quem propõe fantasias, jogos e novos lugares. Para tomar coragem, provavelmente você apaga a luz ou toma umas doses para se descontrair. Uma das principais razões pelas quais temos vergonha na cama é porque não estamos seguras em relação aos nossos corpos. Os padrões atuais de beleza são quase inalcançáveis no mundo em que vivemos e afetam a autoestima das mulheres. Por isso, é comum nos sentirmos desconfortáveis ou inseguras para nos despir diante dos nossos parceiros. Para desfrutar de uma experiência selvagem, é vital que você ultrapasse esta insegurança e aprenda a aceitar seu corpo, vendo-o como um poço de sensualidade.

 - Baixa autoestima: Mulheres que não se valorizam, são inseguras, não se permitem errar, têm dúvidas sobre sua capacidade e que se sentem inferiores podem ter mais chance de desenvolver uma libido sexual. Uma pessoa que não se sente à vontade com o próprio corpo ou que não se acha capaz de satisfazer alguém pode ter mais dificuldade de se entregar na hora da relação.

Felizmente, é possível passar longe desses problemas na cama, e enfrentá-los é mais fácil do que parece, e o autoconhecimento é o primeiro passo. Olhe nos olhos de seu parceir*, isso irá ajudá-la a se sentir mais confortável. Tenha em mente que, se seu parceir* quiser viver essas experiências, é porque el* está confortável e gosta de você, de modo que os medos não devem estar presentes. Não há motivos para pensar que el* não vai gostar do que você faz.

É importante explorar o próprio corpo, perceber as suas reações físicas, para poder se sentir mais à vontade consigo mesma e, num segundo momento, dizer ao parceir* o que gosta e como gosta. Além disso, o toque e a masturbação são formas de dar carinho a si mesmo, o que é ótimo para a autoestima.

 

Psicóloga Rayene de Fátima Vale dos Santos

CRP 04/54251

Seu corpo, seu prazer!

 Contato:

32 98419-9735

intimidadenodiva@gmail.com

@intimidadenodiva

INTIMIDADE NO DIVÃ
INTIMIDADE NO DIVÃ

Rayene Santos é psicóloga, pós graduada em Gestão Pública e Gestão de Pessoas, e Psicologia Sexual. Especialista em Sexualidade Feminina e idealizadora do perfil no Instagram @intimidadenodiva, tem como principal objetivo compreender os fenômenos do Universo feminino e seus diversos fatores. Procurando estimular a autonomia das mulheres, para que passem a se conhecer melhor, conhecer seu corpo, seus gostos, prazeres, a melhor forma de lidar com suas emoções e aprimorarem o autoconhecimento.

Ver Publicações


Coisas de mãe
Festival de musica