Moradores do condomínio Mantiqueira convivem com risco de queda de reservatório de água em Barbacena

29/06/2020 10:34:00 - Atualizado em 29/06/2020 10:35:31

 

Os moradores do condomínio Mantiqueira, no bairro Grogotó, convivem há vários meses com um reservatório danificado, que apresenta risco de queda, como apontado por diversas vistorias e relatórios. Em dezembro de 2019, o Corpo de Bombeiros de Barbacena percebeu o perigo causado pelo dano da estrutura e, à época, solicitou que fosse fechado o registro que abastece o compartimento superior e que se liberasse a água para o inferior.

Os bombeiros também realizaram contato com a Defesa Civil Municipal, solicitando uma vistoria do engenheiro e posteriormente o engenheiro da Prefeitura esteve no local e interditou a estrutura.

A Folha de Barbacena (FB) teve acesso ao relatório de pré-vistoria de um registro de ocorrência da Prefeitura Municipal de Barbacena (PMB). O relatório assim diz. "Feito vistoria In loco, constatamos que, a estrutura do reservatório de água, que abastece o condomínio, apresenta avarias de origem desconhecida pelos moradores e em situação de instabilidade com risco iminente de tombamento, conforme registrado em fotos. Observamos também que na eventual queda,  atingirá a rede elétrica de alta tensão da CEMIG, colocando em risco a integridade física dos moradores. Devido ao alto grau de risco, somos favoráveis por interdição do uso deste reservatório. Orientamos alguns moradores interessados, na falta de um condômino, que procurem a Caixa Econômica Federal para uma solução, evitando assim uma tragédia de grandes proporções", afirma o relatório.   

O Conselho Municipal de Habitação de Interesse Social procurou a Caixa Econômica Federal. Eles pediam a substituição do reservatório de água e se embasaram neste relatório do registro de ocorrência. A Caixa Econômica, por meio de sua ouvidoria, respondeu ao conselho, que se isenta da responsabilidade da manutenção e afirma que em momento algum informou aos moradores que o reparo seria feito.  

Resposta da Caixa na íntegra

Em resposta à Ocorrência No. 9937437, a Ouvidoria da CAIXA esclarece que em momento algum informou aos moradores que o reparo seria feito.  Instamos a CLIP Empreendimentos, a se manifestar sobre o ocorrido. A Construtora não se manifestou. Além disso, mandamos um telegrama para a Construtora, o qual o Correio não conseguiu efetuar a entrega.

No dia 29/01/2020, a área gestora se manifestou não autorizando a contratação de empresa especializada para inspeção da caixa d'água. Conforme Normativo, o FAR não arca com despesas de sinistro decorrentes de má conservação ou falta de cuidados usuais. As despesas de manutenção são de responsabilidade do condomínio e seus condôminos. Em consideração ao caso em questão, não existe amparo legal quanto à incumbência ao Fundo de custos de exclusiva responsabilidade do condomínio.

 

Foto: Bombeiros.


Vero Internet
Agencia Qu4tro