Especial Dia do Professor: Os desafios enfrentados por esses profissionais durante a pandemia

17/10/2020 08:00:00

 

As medidas de distanciamento e os cuidados para evitar a disseminação do Covid-19 trouxeram diversas mudanças inesperadas a rotina de todos. O Dia do Professor foi comemorado na última quinta-feira (15/10) e a necessidade da adaptação repentina ao meio virtual se mostrou apenas mais um dos muitos desafios enfrentados pelos profissionais da educação.

A professora Edna Mendes de Carvalho, relata que os obstáculos causados pela dificuldade de manter o foco devido às distrações presentes no meio residencial não restringem-se apenas aos professores. "Quando estamos em casa a rotina fica diferente", aponta a educadora que leciona no período da manhã. Edna conta que os estudantes não estão prontos para as aulas às 7h da manhã como estariam na situação presencial.

A professora da rede estadual relata que a participação dos alunos nas aulas e exercícios está em torno de 50%. "Tem alguns alunos que só mandam as atividades atrasadas e os outros, tipo uns 20%, que nem falam com a gente", pontua.

Para o educador Nathan Andrew, a adaptação aos equipamentos, ao home office e a intimidade com a câmera foram complicadas no início, mas agora essas ferramentas se mostram um acréscimo bem-vindo ao trabalho. "Vejo como uma grande evolução, pois me acostumei a trabalhar em frente às câmeras e hoje eu utilizo isso para alcançar ainda mais pessoas com minhas aulas", aponta o professor.

Nathan também relatou a participação escassa dos estudantes no início da pandemia, levando o profissional a buscar outros meios para incentivar a interação. Para trazer um pouco das aulas presenciais ao ambiente online, ele conta que reservou os últimos minutos de suas aulas para que os estudantes conversem, o que gerou uma grande melhora na comunicação da turma, ainda que nem todos os alunos mantenham as câmeras ligadas.

A experiência com o meio online mostra-se bastante atrativa, e o uso da tecnologia na educação vem ficando cada vez mais popular entre os educadores. Segundo ele, "já sabíamos que em algum momento, pelo menos parte do ensino iria para o âmbito digital".

Edna também encara a situação de maneira otimista, "eu vejo isso como uma oportunidade de aprimoramento profissional para nós professores e vejo também que talvez seremos valorizados depois disso tudo", fala relembrando as discussões a respeito da não obrigatoriedade da matrícula das crianças na escola. "Acho que vai ficar a valorização dessa presença física não só do professor, mas da toda a equipe da escola", aponta.

Em Barbacena, Nathan Andrew (@nathanandreww) leciona atualmente no Colégio Conexão, Papiro Concursos, Comunidade dos Feras e também disponibiliza para os seus alunos o chamado "Aulão do Nathan". Já Edna Mendes dá aulas na Escola Estadual Adelaide Bias Fortes, no cursinho comunitário da igreja da Piedade e através de uma plataforma chamada "Passei Direto". Ela também possui um canal no YouTube chamado "Somatize", com 117 mil inscritos, trazendo conteúdos desde o Ensino Fundamental até o Ensino Superior de matemática, com vídeos sobre raciocínio lógico e também preparação para concursos.


Livro Rossi
Agencia Qu4tro