CAPS de Barbacena estão aptos ao recebimento de incentivo para Equipe Complementar em Saúde Mental

21/02/2021 08:00:00

 

Foi divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS's) que estão aptos ao recebimento de incentivo financeiro conforme a Resolução SES-MG nº 7.387, destinado à contratação de Equipe Complementar em Saúde Mental para atendimento aos profissionais de saúde da Rede de Atenção à Saúde, que tem ofertado assistência aos pacientes com suspeita ou confirmação da COVID-19. Para Barbacena, será enviado aos CAPS AD III, CAPS Infantojuvenil e CAPS III, o valor de R$90 mil em parcela única.

Segundo a Resolução, o atendimento aos profissionais de saúde será prestado nos municípios que possuem Centros de Atenção Psicossocial habilitados pelo Ministério da Saúde. Os centros deverão garantir o acolhimento de todos os profissionais de saúde do município e do território referenciado, conforme fluxo da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). Para isso, Barbacena deverá utilizar os recursos do incentivo financeiro para a formação de equipes compostas por assistente social, enfermeiro, psicólogo, médico clínico e psiquiatra. Os trabalhos das equipes deverão ser executados por um período de seis meses consecutivos, dentro do prazo de 12 meses para a execução do recurso financeiro.

Todos os profissionais contratados deverão ter experiência na área de saúde mental, preferencialmente nos serviços da Rede de Atenção Psicossocial, entre elas a Atenção Primária à Saúde (APS) ou CAPS. Caberá às coordenações ou referências técnicas municipais de saúde mental organizar a forma de processo de trabalho das equipes complementares junto aos serviços de APS, CAPS, Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (Cerest) e nos demais pontos da rede.

O monitoramento do processo de trabalho das equipes complementares em saúde mental será realizado por meio de parecer técnico assistencial a ser elaborado pela coordenação ou referência técnica em saúde mental dos municípios e deverá ser enviado, mensalmente, às gerências e superintendências regionais de saúde. No parecer dos municípios deverão constar as ações desenvolvidas pelos profissionais contratados e a descrição das instituições de saúde nas quais for realizada a articulação para o atendimento dos profissionais de saúde.

A Resolução SES/MG Nº 7387 pode ser acessada clicando aqui.

Foto: G1

Por Isabella Paolucci com informações da Secretaria de Estado de Saúde


Coisas de mãe
mundial