Banner Grande Aprendiz
Banner grande Aprendiz 2
Banner grande Aprendiz 3

Barbacena 227 anos: dos índios Puris à contemporaneidade

Barbacena celebra 227 anos de emancipação política e administrativa em 14 de agosto. Uma parte importante da Cidade das Rosas começa em seu nascimento na cabeceira do Rio das Mortes. Era um local habitado por índios puris. A região começou a ser explorada a partir do século XVII por bandeirantes oriundos de São Paulo à procura de ouro, pedras preciosas e mão de obra escrava. Os bandeirantes se estabeleceram no local chamado Borda do Campo, também denominado Campolide, onde ergueram a capela de Nossa Senhora da Piedade.

Era a Fazenda da Borda do Campo, de propriedade, desde o fim do século XVII, dos bandeirantes capitão-mor Garcia Rodrigues Pais e de seu cunhado coronel Domingos Rodrigues da Fonseca Leme e, por carta de sesmaria, desde 1703. Ficava às margens do Caminho Novo da Estrada Real para o Rio de Janeiro.

Em 1711, a localidade participou de um feito épico: hospedou, às custas de Domingos Rodrigues da Fonseca Leme, o governador da capitania, Antônio de Albuquerque, acompanhado de um exército de seis mil homens, que ali acampou em marcha de socorro à cidade do Rio de Janeiro, então invadida pelos franceses da esquadra de René Duguay-Trouin. Domingos Leme integrou, ainda, este exército com duzentos de seus homens.

Em 1725, o quarto bispo do Rio de Janeiro, o frei dom Antônio de Guadalupe, criou a Freguesia de Nossa Senhora da Piedade, que teve a antiga capela como sede provisória até 1730. Em 19 de agosto de 1728 na primeira visita pastoral de D. Frei Antônio de Guadalupe, foi escolhido o “sítio da Igreja Nova” – a atual Matriz – sendo a nove de dezembro de 1743, demarcado o local pelo padre Manoel da Silva Lagoinha, com uma Cruz de madeira e iniciada na mesma data a edificação do templo com as licenças do bispo D. Frei João da Cruz.

Em 27 de novembro de 1748, a freguesia foi transferida para a Igreja Nova de Nossa Senhora da Piedade (atual matriz), arquitetada por mestre Alpoim. Em torno da igreja, erigiu-se o “Arraial da Igreja Nova de Nossa Senhora da Piedade da Borda do Campo”, chamado também de Arraial ou freguesia da Borda do Campo ou ainda de Arraial da Igreja Nova do Campolide e o templo entregue ao culto pelo padre Antônio Pereira Henriques, então vigário, autorizado pelo primeiro bispo de Mariana Dom Frei Manoel da Cruz, por provisão de 15 de novembro de 1748. As obras, entretanto, prosseguiriam até 1764, ano de sua conclusão.

Com a formação como arraial, na primeira metade do século XVIII, a região começa a se expandir, mas só em 1791, o então Arraial da Igreja Nova foi separado da Vila de São José Del Rei (hoje, Tiradentes).

Em 14 de agosto do mesmo ano, o Visconde de Barbacena, Dom Luís Antônio Furtado de Mendonça, então governador da Capitania de Minas Gerais, promoveu a elevação do arraial à condição de vila e deu a ela o título de Barbacena. Na fronteira entre Portugal e Espanha há um vilarejo como nome de Barbacena.

Cidade marcada pela política desde o Brasil Colônia, Barbacena foi terra natal de dois governadores, Chrispim Bias Fortes e Antônio Carlos Ribeiro de Andrada. A cidade também é ficou conhecida por abrigar o Hospital Colônia, o maior hospício de Minas Gerais por 100 anos, além manter na tradição o cultivo de Rosas.

Atualmente, Barbacena é uma das grandes cidades de Minas Gerais, referência para diversos outros municípios da Zona da Mata mineira e Campo das Vertentes. Mesmo em um período complexo à economia nacional e mineira, a cidade se mantém econômica e politicamente, com a atuação dos empresários locais e de grandes redes varejistas que veem no município uma excelente opção de ampliação de seus negócios.

IBGE

 População     

População estimada – 136.689 pessoas (2017).

População no último censo – 126.284 pessoas (2010).

Trabalho e Rendimento

Salário médio mensal dos trabalhadores formais – 2,1 salários mínimos (2016).

Pessoal ocupado – 29.087 pessoas (2016).

População ocupada – 21,4 % (2016).

Educação

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade – 98,4% (2010).

IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental – 6.6 (2015).

IDEB – Anos finais do ensino fundamental – 4.8 (2015).

Matrículas no ensino fundamental – 15.013 matrículas (2015).

Matrículas no ensino médio – 5.646 matrículas (2015).

Docentes no ensino fundamental – 900 docentes (2015).

Docentes no ensino médio 465 docentes (2015).

Número de estabelecimentos de ensino fundamental – 52 escolas (2015).

Número de estabelecimentos de ensino médio – 20 escolas (2015).

Parabéns, Barbacena!

“Fui Secretário Desenvolvimento Econômico do município, sou o deputado estadual mais votado da cidade e tenho trabalhado muito por Barbacena ao longo dos meus três mandatos na Assembleia Legislativa. Defendendo os interesses do município, destinei emendas parlamentares da ordem de mais de R$ 32 milhões para a Saúde, Educação, Segurança Pública, Cultura e Desenvolvimento Social. Nesta data tão importante para a cidade, deixo aqui registrado os meus parabéns a todos os barbacenenses”.

Deputado Lafayette Andrada
Deputado Lafayette Andrada

Os comentários estão desativados.

Banner Grande Podologia 1
Banner 2 Podologia – Grande